Tratamento das Varizes sem Cirurgia

Especialista na área de cirurgia  vascular e ultrassonografia vascular, Dr. Marco Mesquita fala sobre técnica inovadoras.

Um dos tratamentos mais estudados e com melhor evolução nas últimas décadas é o laser.
“Os aparelhos de lasers produzem luz com determinadas características que podem ser controladas
com perfeição. Atualmente temos disponíveis dois tipos de lasers: o transdérmico e o endolaser”, afirma o Dr. Marcos Mesquita.

O laser transdérmico tem sua indicação nas telangiectasias (vasinhos) dos membros inferiores, face, nariz, assim como nas veias de pequenos
calibres (microvarizes). Trata-se de um procedimento totalmente indolor realizado no consultório, sem a necessidade de repouso ou anestesia, podendo a paciente volta às atividades normais no
mesmo dia. Isso é o fim das agulhadas.


O endolaser é indicado para o tratamento das varizes de médio e grandes calibres, assim como as safenas. Diferente da cirurgia convencional, em que a veia é retirada, esse procedimento trata
a veia no seu próprio local, por meio de uma fibra ótica que transmite o laser. Essa técnica dispensa internação hospitalar e, na maioria das vezes, é realizada com anestesia local. O pós-procedimento tem menor tempo de repouso (2 ou 3 dias), podendo o paciente voltar as suas atividades normais após esses período.

Essa duas técnicas estão entre as principais opções no tratamento de varizes dos membros inferiores. “Já utilizamos ambas em nossa clínica e os resultados têm entusiasmados nossos pacientes.
Lembrando que todos os nossos equipamentos são aprovados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Entretanto, o laser endovenoso não é útil para todos os casos
e o tratamento convencional (cirurgia) também é eficiente.  O que determinará o tipo de tratamento é a avaliação clínica”, finaliza o profissional.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*