O que colocar na lancheira das crianças

Sugestões para ajudar os pais na hora da escolha dos alimentos

 

É época de volta às aulas e a alimentação dos filhos em período escolar está entre as preocupações de mães e de pais.

Na idade pré-escolar, que corresponde ao período de 3 a 6 anos, a criança já alcançou a maturidade de sistemas relacionados com a digestão, absorção e metabolismo dos nutrientes.

Nesta fase, as crianças desenvolvem grande atividade física e, com isso, seu gasto energético aumentará consideravelmente, portanto, há uma necessidade de adaptação ao consumo de calorias à nova realidade.

Na etapa pré-escolar, a criança já reconhece e escolhe os alimentos, igual ao adulto. Há uma tendência de comer o que observa seus pais comendo e outras pessoas que o acompanham.

A criança não deve ficar muito tempo sem se alimentar entre as refeições, ou não se alimentar adequadamente, pois pode perder peso facilmente por ter o metabolismo mais acelerado e necessidades aumentadas nesta fase.

Além da perda de peso, a criança pode apresentar cansaço e até sentir tontura, o que atrapalha o aprendizado. O ideal é existir um fracionamento que se adeque à rotina da criança.

Quanto mais completo o lanche, mais saudável e com qualidade será a refeição. É preciso que sejam oferecidos alimentos de todos os grupos: energéticos, reguladores e construtores.

Energéticos são os pães, tubérculos, bolachas, barrinha de cereal, entre outros. Reguladores são as frutas e sucos, saladas, verduras e legumes; e construtores são os leites e derivados, requeijão, manteiga, presunto, peito de peru, carnes, ovos.

Alguns exemplos de alimentos:

Pães integrais (pode alternar os pães integrais com bisnaguinhas integrais, pão círio integral, rap10 integral e torradas integrais. Verificar sempre nas embalagens, em ingredientes, se a farinha de trigo integral vem à frente de tudo); Para recheio o melhor é escolher queijo branco, manteiga, requeijão e peito de peru, presunto magro, atum, ricota; Bolos simples caseiros, dando preferência para os enriquecidos com farinhas e farelos integrais;

Sucos naturais ou de caixinha (néctar) ver sempre o que tem menos açúcar, menos sódio; quantidade menor de ingredientes descritos, pois será mais saudável;

Água de coco;

Iogurtes naturais; iogurtes, yakults;

Cookies integrais, lembrando dos que têm mais fibras e menor quantidade de açúcar e de sódio;

Biscoitos, de preferência sem recheio; escolher sempre o que tem mais fibra e menos açúcar, com uma opção de geleia (sem adição de açúcar é melhor) ou polenguinhos; Frutas cortadas em cubos pequenos. Outra boa pedida também são as saladas de frutas.

Uma boa opção são as cenouras babys, tomatinhos cerejas e bolinhas de muçarela de búfala de aperitivo (especiais para lanche);

Combinar ovinhos de codorna com os tomatinhos e cenou- ras;

Mix de castanhas com frutas secas porção de 30g; Usar pasta de amendoim integral nos pães.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*